Como contratar caminhoneiro e acertar na escolha?

6 minutos para ler
spotify scaniaPowered by Rock Convert

Transparência, confiabilidade e precisão. De uma maneira geral, essas são as principais qualidades buscadas na seleção de novos profissionais para a sua frota. Por isso, decidimos abordar o tema de uma maneira especial, criando este conteúdo para te ajudar nessa escolha.

O objetivo é melhorar esse processo na sua operação, destacando o que você precisa saber ao contratar caminhoneiros para atuar na sua frota. Para isso, descrevemos o processo de contratação e os principais fatores a serem analisados no momento da decisão. Agora, não perca tempo e acompanhe!

O processo da contratação

Da forma como percebemos, a contratação é uma das etapas mais importantes e críticas para a sustentabilidade de uma empresa no longo prazo. Assim como na escolha de um caminhão, a seleção de um candidato representa o início de uma longa jornada no sucesso ou fracasso da sua operação.

Imagine que você compra um novo modelo para a sua frota, mas fez isso sem nenhum planejamento ou pesquisa prévia. Em pouco tempo, começa a se arrepender da decisão, lidando com problemas mecânicos, documentais e econômicos. O mesmo vale para as pessoas que atuam na sua empresa.

Se você não analisa o perfil do candidato, não tem nenhum parâmetro para garantir que está fazendo uma boa contratação. Assim, acaba descobrindo falhas desse profissional, como atos de negligência, descomprometimento, insubordinação e irresponsabilidade.

Por conta disso, uma boa gestão deve ser ampla e preventiva, seja na compra de caminhões, seja na realização de parcerias, seja em novas contratações. É seu objetivo entender o perfil dos candidatos e identificar se há alinhamento com os valores da empresa.

Além disso, a entrevista também deve possibilitar entender se o profissional enxerga perspectiva de crescimento. Afinal, esse é o tipo de projeção que indica a ambição profissional do candidato, que está realmente comprometido a entregar um bom trabalho e não apenas a ocupar uma vaga na sua empresa.

Os fatores mais importantes ao contratar caminhoneiros

Mas, afinal de contas, o que realmente importa na hora de selecionar candidatos? Em nossa visão, tudo se resume a quatro fatores centrais: a experiência profissional, o alinhamento com a empresa, a personalidade e a intenção de crescimento. Veja!

Experiência

A experiência profissional é o fator mais óbvio de todos. Afinal de contas, o transporte de cargas é uma área que exige muita responsabilidade, pois a jornada não lida apenas com a vida alheia, mas também com mercadorias e expectativas de alto valor.

Por isso, o principal fator de análise é a experiência profissional. O objetivo é entender qual o histórico de atuação desse candidato, com que tipos de caminhões ele trabalhou no passado, se ele já tem familiaridade na condução dos veículos da sua frota e muito mais.

O mesmo vale para o tipo de carga que será transportada na sua operação. Em operações mais complexas e delicadas, será necessário apresentar a capacitação adequada, como ao transportar cargas perigosas ou tóxicas.

Além disso, o tempo de estrada também pode indicar responsabilidade técnica durante a condução. Logicamente, esse é um fator que também está relacionado à personalidade do candidato, mas, como sempre, é preferível a seleção de profissionais comprometidos com uma direção mais segura e defensiva.

Alinhamento

Cada empresa apresenta um perfil operacional diferente. Talvez a sua frota só contrate motoristas autônomos. Ou, então, priorize apenas motoristas no regime de contratação CLT. No fim das contas, o que importa é selecionar candidatos com expectativas alinhadas à sua operação.

Não adianta contratar um profissional com perfil independente se ele não tem a disposição necessária para seguir a disciplina operacional da sua frota, como horários de atuação, regras de condução, consumo de combustível e por aí adiante.

O objetivo de uma contratação é facilitar a realização do seu trabalho e não o tornar mais difícil. Por isso, o recrutamento deve manter um olho atento sobre o perfil dos candidatos, priorizando os mais compatíveis às suas expectativas, evitando decepções e transtornos mais tarde.

Personalidade

De certa forma, a personalidade é um fator que complementa a análise do perfil. Mas, aqui, falamos mais das características e dos comportamentos desse profissional. Muitas empresas ignoram esse detalhe, pois julgam ser irrelevante para o resultado final da operação.

No entanto, é importante perceber uma realidade:

  • a experiência profissional pode ser construída com trabalho e treinamento;
  • o alinhamento de perfil pode ser desenvolvido com tempo, convivência e capacitação;
  • a personalidade é imutável!

Mesmo que contratos possam ser dissolvidos conforme necessário, você precisa considerar o transtorno administrativo desse tipo de evento, com a demissão e o pagamento de encargos, seguida por uma deficiência operacional na equipe que perdeu um integrante, e uma nova fase de recrutamento.

Por isso, é fundamental analisar a personalidade. O comportamento deve refletir o que a empresa busca no longo prazo, priorizando candidatos com perfis de transparência, calma, tolerância e disciplina, em detrimento daqueles com tendências temperamentais, negligentes e agressivas.

Interesse

Por último, a expectativa de crescimento. Um bom candidato demonstra um interesse fundamental em evoluir na operação, mesmo que, inicialmente, a sua frota não sinalize nenhuma possibilidade de evolução na carreira.

Essa pequena demonstração de ambição e vontade é muito significativa durante uma seleção profissional. Logicamente, ela não tem o mesmo peso de decisão como a experiência profissional ou a personalidade do candidato, mas ainda é um fator valioso, sobretudo em desempates.

Imagine dois candidatos em situação de igualdade. Ambos com 7 anos de estrada, com as capacitações necessárias e boa ética de trabalho. No entanto, você tem apenas uma vaga. Em um cenário tão equilibrado, quem demonstra vontade de crescer apresenta um diferencial.

Quem apresenta a mentalidade de crescimento chega à empresa com um objetivo. Esse candidato não quer a vaga apenas pela segurança profissional, mas enxerga isso como uma oportunidade de alavancar a própria vida. No longo prazo, a garra traz retornos melhores que a acomodação.

Como você pôde ver, são vários os fatores que interferem na qualidade técnica da sua contratação. Por fim, vale lembrar que os bons candidatos também impactam positivamente a durabilidade dos seus caminhões, que são conduzidos de maneira mais branda, disciplinada e defensiva.

Gostou deste artigo para ajudar na hora de contratar caminhoneiros para a sua frota? Então, aproveite para espalhar essas noções à sua equipe, compartilhando este post nas suas redes sociais!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.