Por que optar pelo caminhão com combustível alternativo de fábrica?

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Sustentabilidade, economia e responsabilidade ambiental — eis os temas que podem reger o futuro do segmento dos transportes. Afinal de contas, esses assuntos estão com um espaço cada vez mais predominante, não somente na indústria, mas também na sociedade.

Por isso, aproveitamos o momento para falar um pouco sobre os modelos de caminhão com combustível alternativo de fábrica. O nosso objetivo é justamente demonstrar como essa estratégia pode ser fundamental para a sua vitória, enquanto dono de uma frota, sobre os desafios do setor. Vamos lá!

A iniciativa inteligente e sustentável da Scania para 2020

Curiosamente, para falarmos sobre o brilhante 2020, precisaremos retornar ao ano de 2019. Mas encare essa retrospectiva com bom-humor, pois ela é bem justificada. 2019 foi um ano particularmente revolucionário para a Scania, sendo um período fundamental para preparar o futuro promissor que há pela frente.

Em meados de outubro do ano passado, a Scania conquistou alguns marcos importantes na indústria nacional, comercializando seu primeiro modelo 100% movido a GNV. Em paralelo a isso, a grande montadora ainda anunciou uma parceria histórica com a gigantesca Ambev, apresentando os dois primeiros caminhões movidos integralmente por GNL, o gás natural liquefeito.

Para além disso, a marca sueca foi incisiva em sua sinalização de que o futuro mira em direção à sustentabilidade, inclusive, justificando o argumento pelo aumento de 40% no volume de compra dos modelos abastecidos com combustíveis renováveis e alternativos.

É nesse contexto que a Scania se posiciona como uma líder absoluta para o mercado em 2020, não só mantendo as virtudes que construíram sua reputação, como a robustez mecânica, a engenharia de ponta e o atendimento de qualidade, mas também oferecendo alternativas altamente competitivas e vantajosas para as frotas nacionais.

Com essa abordagem, a marca reforça seu comprometimento com a manutenção climática, reduzindo consideravelmente o nível de emissão em sua frota mundial, e possibilitando uma ponte de transição rentável e lucrativa para os caminhoneiros e donos de pequenas, médias e grandes frotas.

Afinal de contas, ainda há muita expectativa e grande receio sobre o futuro da eletrificação, pois em se tratando de Brasil, são muitos os empecilhos atuais para a popularização da tecnologia, como a falta de infraestrutura para carregamentos e a ausência de isenções fiscais concedidas aos consumidores da solução. Nesse sentido, a Scania se posiciona como uma solução inteligente, sustentável, econômica e atualmente viável, permitindo a renovação das frotas no momento presente.

As características de um caminhão com combustível alternativo de fábrica

No entanto, afinal de contas, quais as particularidades desses caminhões? O que eles, de fato, têm de tão especial para revolucionar o setor, equilibrando uma boa relação custo-benefício? Entenda essa e as demais curiosidades agora!

Engenharia

Logicamente, a primeira grande particularidade diz respeito aos projetos mecânicos desses novos modelos. Em essência, a montadora fez valer seu método de fabricação modular, fazendo com que esses caminhões especiais herdassem muitas características e componentes mecânicos dos veículos convencionais, como os empregados nos tradicionais motores V8 abastecidos a diesel.

Até o princípio de funcionamento mecânico é o mesmo, o famoso ciclo Otto. No fim das contas, foram pontualmente desenhados para adaptar o funcionamento à nova solução combustível, os gases. Como resultado, a Scania conseguiu conciliar um desempenho similar aos motores diesel, mas despencando as emissões de dióxido de carbono em 90%.

Economia

Sem sombra de dúvidas, é o principal elemento motivador na decisão de compra desses caminhões. Afinal, todos devem ser objetivamente realistas, pois é justamente o fator econômico que rege boa parte das estratégias de uma frota. Mas talvez você se pergunte: como o caminhão alternativo é mais econômico?

Essa é uma curiosidade comum na cabeça do consumidor, ainda mais pelo fato de que esses modelos podem ser até 30% mais caros que suas versões convencionais. Mas é aqui que mora o detalhe. Como você bem sabe, caminhões são ferramentas de trabalho de longo prazo.

Um modelo com combustível alternativo, como as novidades da Scania, chega a economizar 15% por quilômetro rodado, tanto em matéria de manutenção quanto em consumo, provocando uma economia total expressiva ao longo dos anos. Com breves cálculos, essa redução de gastos chega a ser suficiente para pagar a diferença ao longo de um período de dois ou três anos de trabalho — o que representa um curtíssimo prazo na vida útil de um caminhão.

Desempenho

Desde sempre, essa é uma preocupação basilar no desenvolvimento de projetos sustentáveis. Afinal de contas, quase sempre é necessário sacrificar algum atributo em favor de outro. Felizmente, esse não foi o caso na criação dos novos modelos Scania.

Durante a aparição dos modelos na Fenatran, a montadora foi enfática na semelhança do desempenho entre os modelos alternativos e os caminhões tradicionais de sua linha, equipados com o já consagrado V8 a diesel. Para além de tudo, os caminhões a gás ainda agregam mais comodidades, como a redução de ruídos do conjunto mecânico. 

Sustentabilidade

Por último, mas também importante, destacamos o fator de responsabilidade ambiental. Ainda que esse seja um tema que inflame opiniões contrárias, é fundamental enxergar sua importância, seja por um aspecto social, seja por um aspecto econômico.

Dizemos isso porque o futuro das indústrias, assim como das frotas, depende de uma transição lenta e amigável para as soluções de sustentabilidade. A cada dia, a pressão econômica sobre os setores produtivos será cada vez mais forte, exigindo que as indústrias reduzam suas pegadas de carbono na atmosfera.

Portanto, adaptar-se a esse futuro não é apenas um ato de preocupação ambiental, mas também uma atitude de responsabilidade econômica, já que as empresas e frotas com processos verdes serão privilegiadas em detrimento das demais, por meio de incentivos fiscais e, até mesmo, em função da predileção do consumidor moderno.

A expectativa da Comgás sobre o tema

Otimismo. Essa é a perspectiva da Companhia de Gás de São Paulo, que enxerga a pauta de maneira amistosa, reconhecendo a iniciativa visionária da Scania que alavanca a rodada da sustentabilidade no setor. Naturalmente, o aumento de caminhões a gás também alavancará os resultados da própria companhia.

Afinal de contas, para oferecer uma frota economicamente viável, a Scania inteligentemente selecionou boas parcerias, a exemplo da Comgás, garantindo, assim, o combustível de alta qualidade para deslocar seus modelos.

Para concluir, vale notar que a conscientização do mercado tornará a sustentabilidade em um elemento fundamental para a sobrevivência do setor. A tendência é que, na tentativa de se tornarem ambientalmente amigáveis, as grandes indústrias contratem apenas as frotas “verdes”, com veículos comprovadamente econômicos e ecologicamente responsáveis.

Pois bem, agora que você já sabe que comprar caminhão com combustível alternativo de fábrica é uma possibilidade, aproveite o momento para renovar e sofisticar a sua frota. Para tanto, entre em contato com a nossa equipe e veja como os nossos modelos podem alavancar a rentabilidade da sua operação!

suvesa mercado shopsPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.