Caminhão novo ou usado? Como escolher a opção ideal?

7 minutos para ler

Investir na melhoria ou expansão da frota é fundamental para atender novos pedidos e melhorar a catálogo de opções por parte dos clientes. Nesse sentido, o maior desafio fica por conta de adquirir caminhão novo ou usado, já que cada um tem seus prós e contras.

Isso porque essas alternativas veiculares apresentam alguns fatores importantes que precisam ser considerados. Afinal, ambas configuram um investimento elevado que deve ser administrado com cautela.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo. Nele, reunimos tudo que você precisa saber sobre caminhão novo e usado para fazer a melhor escolha. Confira.

As vantagens e desvantagens de comprar caminhão novo

Comprar um zero-quilômetro é o objetivo de muitos frotistas que desejam aumentar a qualidade do negócio. Essa é uma escolha que traz diversas vantagens e desvantagens ao empreendedor que devem ser destacadas.

Um dos aspectos positivos de adquirir um veículo novo é o baixo custo de manutenção, além da frequência de avaria e quebra reduzida, gerando economia e produtividade à empresa. Sem contar que boas concessionárias oferecem planos de revisão, que prolongam a vida útil do caminhão, já que todos os reparos são feitos por profissionais qualificados.

Também vale destacar que a tecnologia evolui constantemente para produzir veículos mais econômicos, eficientes, menos poluentes e com vários elementos que facilitam a vida do gestor e dos caminhoneiros. Logo, quem adquire uma máquina nova desfruta de um bem moderno e que consome menos combustível. Veja outros pontos positivos:

  • cobertura de fábrica;
  • garantia de procedência;
  • seguro mais em conta;
  • menos danos ao meio ambiente;
  • facilidade para revenda;
  • longevidade maior.

Já a desvantagem de ter um caminhão zero-quilômetro fica por conta da desvalorização elevada nos primeiros anos e do preço elevado. No entanto, esse investimento pode ser realizado por meio de modalidades de crédito, como o financiamento, a fim de não comprometer toda a renda da transportadora.

Os prós e contaras de comprar caminhão seminovo

Um seminovo nunca será uma opção inviável, ainda que o comum seja adquirir um novo de fábrica. Afinal, comprar usado não significa que seu dinheiro será gasto em algo obsoleto e prestes a quebrar por conta do uso contínuo. Para isso, basta pesquisar muito bem antes de fechar negócio (falaremos mais sobre isso a seguir).

É possível encontrar uma enorme variedade de seminovos no mercado, mas em excelentes condições e prontos para encararem as estradas com eficiência, o que garante um rendimento maior em curto prazo, visto que são mais baratos em relação aos 0 km.

Além disso, é importante destacar a possibilidade de adquirir um usado bem equipado e com adicionais instalados pelo antigo dono. Esses componentes garantem mais conforto e segurança durante as viagens. Dessa forma, é possível economizar duas vezes: uma no valor do bem e outra nos gastos com os acessórios.

Já a desvantagem fica por conta do custo elevado do seguro. Isso porque a contratação dessa forma de proteção é mais cara para seminovos, pois a probabilidade de manutenção corretiva e reposição de peças é maior, representando um risco às seguradoras.

Por fim, vale mencionar as burocracias em relação à documentação e transferência. Por isso, é importante fechar negócio com concessionárias renomadas para garantir que todos esses trâmites sejam resolvidos com rapidez.

Caminhão novo ou usado?

Optar por comprar um caminhão novo ou usado sempre gera questionamentos e não existe uma resposta única sobre o que é melhor. Tudo vai depender do objetivo do investimento, do orçamento disponível do caixa e demandas envolvidas (mercado e clientes).

Antes de “bater o martelo” é preciso pesar as vantagens e desvantagens entre as duas opções. Comprar um veículo zero-quilômetro significa desembolsar um valor elevado, mas existem alternativas de compra bastante viáveis com taxas de juros tentadoras.

No entanto, não podemos arcar com o valor de um caminhão novo. Nessa circunstância, optar pela troca de um usado pode diminuir muito os custos — e sem negligenciar a qualidade, graças à enorme variedade de modelos no mercado.

Como máquinas novas são lançadas com frequência, não é difícil encontrar seminovos em ótimas condições de uso. Dessa forma, você tem a chance de melhorar sua frota sem comprometer os investimentos da sua transportadora — se esse for o caso.

Como escolher um caminhão usado?

Comprar um caminhão de segunda mão é uma importante decisão por parte só frotista. Porém, é importante ressaltar que não basta comprar a primeira opção que surgir, ou a mais em conta possível. Veja as dicas abaixo.

Saiba quanto custa o modelo usado

Diante de tantas opções, é necessário saber o preço médio de cada modelo. Isso evita surpresas desagradáveis com preços muito reduzidos, que podem camuflar problemas mecânicos e estruturais. A tabela FIPE é essencial para conhecer os valores praticados no mercado.

Negocie com revendedores de confiança

Não pesquise caminhões seminovos em qualquer lugar, pois isso pode trazer problemas. Priorize revendedores que transmitem confiança e experiência, como concessionárias de grandes marcas em sua região. Esses estabelecimentos podem garantir a procedência dos veículos disponíveis à venda, oferecendo garantia para peças e contando com pessoal qualificado para fazer revisões. Além disso, ao fechar negócio com uma concessionária, você estará amparado pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Verifique a lataria

Ao demonstrar interesse por um determinado caminhão, observe sua parte externa, sempre sob a luz do sol. Veja se os acabamentos estão alinhados, se há amassados, se os faróis apresentam descolorações semelhantes, sinais de ferrugem, entre outros detalhes. A presença dessas características pode apontar que o veículo sofreu uma batida, deixando sua lataria mais frágil.

Dê atenção aos detalhes mecânicos

Pegando continuidade na dica anterior, leve com você um mecânico de confiança para fazer as inspeções necessárias, como avaliar o funcionamento do câmbio, freio, motor e parte elétrica. Verifique também a suspensão, pois um desgaste excessivos nas peças que sustentam esse sistema pode indicar uso severo (acima do limite de peso) ou falta de manutenção, tornando o veículo instável durante as viagens.

Por último, não deixe de ver se os documentos estão em dia antes de fechar negócio. Veja se os códigos de identificação da cabine, do chassi e do motor estão presentes e batem com os números presentes no Registro Nacional de Veículo (RENAVAM) e se existem pendências administrativas ou judiciais que podem impedir que veículo seja transferido para o nome da sua empresa.

Descobriu se quer um caminhão novo ou usado? Esperamos que você tenha tomado sua decisão ao ler este conteúdo. Independentemente da sua escolha, indicamos algumas soluções para você, a Cavese, a Codema e a Suvesa, que fazem parte da rede de concessionárias da Scania Brasil. Acesse essas páginas para conhecer veículos 0 km e seminovos, bem como peças, serviços e soluções financeiras.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.