7 dicas ideais para não errar na hora de comprar um caminhão seminovo

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

O caminhão seminovo pode ser uma excelente alternativa para transportadoras que pretendem aumentar sua frota e deixá-la mais rentável. Esse tipo de veículo é muito procurado por gestores que priorizam o melhor custo-benefício.

No entanto, quem pretende comprar qualquer bem usado precisa ter cautela. Existem diversas precauções que precisam ser tomadas nesse momento para fechar um bom negócio, e elas se tornam ainda mais significativas quando o assunto é caminhão.

Se você pretende adquirir um bem seminovo, acompanhe este conteúdo. Reunimos sete dicas indispensáveis para você fazer a melhor escolha.

1. Pesquise bastante antes de comprar

Na hora de comprar um bem de valor elevado e de segunda mão, precipitar-se — seja por causa de uma oferta irresistível, seja por necessidade de expandir a frota de veículos —, pode não ser a melhor decisão.

O grande segredo para fechar um bom negócio é ter paciência, pesquisar muito e negociar preços. Também é importante pensar no que se espera do caminhão, direcionando as suas pesquisas conforme o modelo, o ano e as características de que sua transportadora precisa para prestar o melhor serviço à clientela.

Conheça também o histórico do seminovo, quantos proprietários já teve, a forma como era usado, as manutenções realizadas etc. Busque por opiniões de frotistas e motoristas que já trabalharam com o mesmo modelo que você pretende comprar. Todos esses pontos são essenciais e devem ser considerados antes de fechar negócio.

2. Verifique se a documentação está em dia

Esse é um detalhe que não pode ser negligenciado. Todos os documentos devem ser checados e exigidos, para que você não corra o risco de utilizar um veículo irregular nas estradas e vias.

Além disso, essa checagem pode ser uma boa estratégia para tentar reduzir o preço exigido pela loja. Por exemplo, se o antigo proprietário não quitou o IPVA do ano vigente, você pode solicitar um desconto, já que terá de arcar com o pagamento desse imposto.

Portanto, as documentações que precisam ser verificadas são:

  • comprovantes de pagamento do IPVA e do DPVAT;
  • certificado de licenciamento do veículo e de registro;
  • Inspeção Veicular Ambiental.

Dessa forma, você terá a garantia de que o caminhão está regularizado.

3. Inspecione o veículo

Se um veículo chamou sua atenção, faça uma vistoria completa para comprovar se houve manutenções preventivas. Essa prática previne custos com reparos futuros. Veja o que inspecionar antes de comprar a seguir.

Lataria e aparência externa

Veja se existem amassados, riscos, desníveis e alterações na pintura. Qualquer deformidade pode mostrar que houve um reparo de má qualidade ou colisões que o proprietário esteja tentando camuflar.

Portas e vidros

Verifique se portas abrem, fecham e se encaixam com perfeição. É necessário abri-las totalmente e fechá-las para ver se existem estalos ou ruídos. Caso você perceba algum barulho estranho, provavelmente a porta foi trocada por conta de uma batida.

Já os vidros precisam ter todas as informações do caminhão impressas no canto. Não se esqueça de abri-los e fechá-los para saber se os ajustes dos retrovisores estão funcionando perfeitamente.

Luzes

Observe se não existe nenhuma lâmpada queimada ou falhando. Além disso, o mau funcionamento das luzes em geral, especialmente as do painel, pode evidenciar problemas elétricos.

Motor

O motor ligado não pode esfumaçar muito, pois essa condição pode levar a uma retificada em breve. O giro desregulado dos pistões causa vibrações intensas, assim como ruídos estranhos ao girar a chave, e batidas metálicas são indícios de problemas.

Suspensão

Esse sistema precisa ser inspecionado de duas maneiras:

  • visual: veja se existem corrosões e rachaduras nas molas e pistões, além de possíveis ressecamentos nos batentes e coxins;
  • manual: note se não existem folgas ao balançar a cabine. Veja se a suspensão mantém o veículo estável. Caso o balanço permaneça por muito tempo, há problemas nos amortecedores.

Pneus

Confira se os pneus instalados nas rodas estão em bom estado e se são compatíveis com o caminhão. Observe os sulcos e as ranhuras para saber se podem fazer viagens com segurança. Por fim, procure por bolhas ou rachaduras em toda a sua superfície, pois podem levar a estouros e rasgos durante as corridas.

Vazamentos

Vestígios de umidade e presença de óleo seco ou queimado no motor e em todo o sistema mecânico apontam vazamentos. Veja também se as mangueiras não estão ressecadas e quebradiças.

4. Confira se o veículo usa peças originais

Em geral, os componentes originais duram mais do que os alternativos. Isso porque eles são produzidos com as medidas e especificações exatas para aquele modelo de caminhão. Portanto, essas peças representam uma enorme economia.

Além de longa vida útil, que reduz o número de trocas que poderiam ser necessárias, o esforço sobre outros componentes do sistema são reduzidos pelo seu rendimento e pelo desempenho. Isso garante manutenções mais baratas.

5. Faça um test-drive

O test-drive é uma prática essencial antes de fechar negócio. O recomendado é simular a condição real do dia a dia, carregando o veículo seminovo com um peso próximo ao limite dos eixos. Com ele ligado, veja se há barulhos estranhos que precisam ser averiguados.

Depois, veja como o caminhão reage em curvas, descidas e subidas. Verifique todas as possibilidades e teste se o câmbio aciona todas as velocidades com eficiência. Outro ponto a ser visto é a estabilidade direcional. Em retas, repare se volante trepida muito ou muda de direção.

6. Tenha uma oficina de confiança

Mesmo que tudo seja visto antes da compra, o caminhão seminovo vai precisar de ajustes e manutenções em médio e longo prazo. Por isso, é preciso contar com o auxílio de mecânicos experientes e de confiança para fazer os reparos necessários.

Algumas concessionárias oferecem esse serviço, pois têm profissionais que conhecem muito bem os modelos que ali são ofertados aos caminhoneiros e frotistas e podem dar todo o apoio na hora das revisões e dos consertos.

7. Prefira fazer negócio com lojas especializadas

Saber a procedência do veículo é um cuidado a mais para ser tomado na gestão de frota. Por isso, procure por revendedores renomados e confiáveis, que garantam um bom negócio. Boas lojas fazem revisões para se certificar de que o caminhão está em boas condições de funcionamento. Além disso, ao comprar em uma concessionária, você tem direito à proteção do Código de Defesa do Consumidor.

Nesse caso, as lojas da rede de concessionárias da Scania Brasil — Cavese (Santa Catarina), Codema (Minas Gerais e São Paulo) e Suvesa (Rio Grande do Sul) —, podem ajudar você a comprar um caminhão seminovo de qualidade e com todo o respaldo necessário para garantir seu funcionamento e a sua conservação. Alie as dicas mencionadas e faça uma visita a um de nossos estabelecimentos.

E, para mais informações, entre em contato conosco.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.