Confira 5 dicas para caminhoneiros economizarem na estrada

7 minutos para ler

Todo frotista deseja aumentar sua lucratividade, especialmente em tempos de baixa demanda, quando os valores dos fretes são reduzidos. Nesses momentos, é fundamental seguir algumas dicas para caminhoneiros economizarem em viagens a fim de torná-las mais em conta.

Afinal, se o lucro é pequeno, o jeito é reduzir os seus custos, sem que isso comprometa a qualidade dos serviços prestados. E a melhor saída para isso é gerenciar as suas finanças e o uso dos caminhões com boas práticas de direção, manutenção e planejamento.

Pensando nisso, elaboramos este artigo. Nele, você conhecerá as 5 melhores dicas para caminhoneiros diminuírem custos nos trajetos, tornando-os mais lucrativos para sua frota. Confira!

1. Planeje suas viagens

O planejamento das rotas evita gastos desnecessários, que tornam as viagens mais longas e demoradas. Além disso, garante um lucro extra com fretes de retorno, sem contar a maior disponibilidade para novas entregas.

Afinal de contas, todo mundo sabe como são as rodovias brasileiras, que sofrem com a má conservação do asfalto e têm trechos de risco, como:

  • moradias próximas à pista;
  • trechos sem acostamento;
  • trânsito de pedestres;
  • erosão do asfalto.
  • riscos de deslizamento.

Essas circunstâncias fazem com que a velocidade tenha de ser reduzida, o que pode afetar a conservação dos componentes do caminhão, bem como pode levar a avarias e acidentes graves.

Especialmente em áreas urbanas, existe também horários com grande presença de veículos, ocasionando congestionamentos. Ficar estagnado nesses locais atrasa a viagem, compromete os prazos e gasta mais diesel.

Aplicativos para celular e tablets, como MapLink e Waze, disponibilizam mapas atualizados, com sentidos obrigatórios das pistas e indicações de estabelecimentos. Eles também fazem uma estimativa de tempo de corrida com base na média histórica para determinado horário.

Além disso, essas ferramentas podem ser utilizadas como navegador por GPS, exibindo informações em tempo real do trânsito, como acidentes, buracos, blitz policiais e outras ocorrências, comunicadas pelos próprios usuários.

Planejar trajetos garante um melhor controle dos gastos, amenizando o tempo necessário para chegar aos destinos, o que evita situações de risco e vias problemáticas.

2. Economize combustível

O diesel é o principal custo de uma frota, tanto pela periodicidade do consumo quanto pelo seu valor. Isso acontece porque, a cada viagem, o tanque precisa estar cheio e os preços praticados atualmente não ajudam muito.

Contudo, também é possível reduzir esse tipo de consumo. Para tanto, não é necessário correr atrás de artimanhas com “serviços mágicos” ou “equipamentos milagrosos”, alterando as configurações da injeção eletrônica.

O ideal é adotar alguns hábitos que são muito eficazes para gerar esse tipo de economia, além de trazer outras vantagens relacionadas à conservação dos veículos e à tranquilidade nas estradas. Confira, a seguir, algumas dicas para poupar combustível.

Pratique a direção defensiva

Dirigir com atenção e cautela não só ajuda para um trânsito mais tranquilo, evitando os estresses do dia a dia, como também reduz o consumo. Ao evitar aceleradas constantes e paradas bruscas, o caminhão aproveita melhor a energia gerada.

Nunca ande desengatado

Ao utilizar o freio motor para as paradas do veículo ou descer uma ladeira engatado, o motor permanece operando por meio do giro das rodas. Assim, o sistema identifica que não é preciso queimar mais combustível e interrompe sua alimentação.

Logo, além de ser indispensável para a segurança e para evitar o desgaste acentuado dos freios, deslocar-se engatado também diminui o consumo de combustível.

3. Faça manutenções periodicamente

O caminhão é o elemento principal da sua transportadora. Por isso, garantir que ele esteja em perfeito estado de desempenho é fundamental para o sucesso do seu negócio.

Para não ter prejuízos com paradas inesperadas, faça revisões periódicas e manutenções preventivas em suas máquinas. Não se esqueça de que esses gastos precisam ser rigidamente controlados e registrados.

Importante: sempre invista em componentes originais e procure oficinas e concessionárias autorizadas a fim de obter um melhor desempenho de sua frota e manter a garantia oferecida pelo fabricante.

4. Aumente a durabilidade das peças

A vida útil das peças está diretamente associada ao modo de uso e a regularidade com que é feita a manutenção do caminhão. Um gestor de frotas que negligencia os cuidados com os seus veículos acaba gastando muito mais com reparos e substituições de peças, pois se tornam mais frequentes. Isso sem contar com outras despesas, como guinchos e indenizações de eventuais acidentes.

Dessa forma, para aumentar a durabilidade dos componentes, é necessário mudar alguns hábitos e evitar atitudes nocivas. Assim, mesmo com um investimento reduzido, é possível esticar o prazo de substituições e amenizar a depreciação dos veículos.

A seguir, veja algumas dicas para preservar a integridade das peças.

Antecipe os obstáculos

Especialmente em trechos urbanos, é possível se deparar com muitos obstáculos de regulamentação do trânsito, como faixas de pedestres, lombadas e semáforos, que obrigam a redução da velocidade ou a parada total do caminhão.

Nesse sentido, não vale a pena acelerar nessas vias. Isso porque as mudanças repentinas de aceleração ou paradas bruscas elevam a temperatura do motor, uma vez que não existe circulação suficiente de ar para o seu resfriamento. Sem contar que as frenagens precisam ser mais acentuadas quanto maior for a velocidade, o que pode desgastar os freios e comprometer a durabilidade dos pneus.

Dê atenção aos fluidos

É muito importante substituir o óleo do motor no prazo estipulado, bem como observar sua aparência pela vareta antes de cada entrega, verificando se não há detritos metálicos ou borras.

O óleo ajuda a lubrificar as partes internas do sistema mecânico, reduzindo o atrito, além de contribuir para manter a temperatura de todo o conjunto e evitar corrosões.

Os caminhoneiros também não podem esquecer de checar a água do radiador, que precisa estar sempre na marcação indicada e somente ser preenchida de acordo com as proporções indicadas no manual, respeitando as quantidades de aditivos e água.

Para que o sistema permaneça operando perfeitamente, evitando o superaquecimento do motor, higienize e troque o sistema de arrefecimento na data estipulada pela montadora.

5. Abasteça em postos confiáveis

Diesel adulterado e fora das especificações corrói os componentes internos, estraga as velas, causa queima da bomba de combustível e pode, inclusive, arruinar a injeção eletrônica. Se isso ocorrer, diversos problemas podem surgir em cadeia, danificando sensores e autuadores por todo o caminhão.

Portanto, fuja de estabelecimentos muito baratos e sempre abasteça em locais confiáveis — com preços competitivos ao mercado e que tenham uma boa reputação nas estradas.

Esperamos que as nossas dicas para caminhoneiros tenham sido úteis para a gestão da sua frota. Se você colocá-las em prática, certamente terá excelentes retornos financeiros a longo prazo, que podem ser direcionados para novas aquisições ou melhorias em sua transportadora.

Gostou deste conteúdo, mas ainda está com algumas dúvidas sobre o tema? Utilize o campo de comentários abaixo para enviar suas perguntas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário