Conheça as tecnologias que dão mais controle dentro da cabine do caminhão

6 minutos para ler

Aqueles que passam grande parte do tempo na cabine do caminhão conhecem de perto os desafios dos transportes de cargas. Cotidianamente, é preciso lidar com estradas em más condições, imprudências de outros motoristas e com as longas distâncias a serem percorridas. Segundo os dados divulgados pela ABCR em 2017, mais de 34.400 caminhões se envolveram em acidentes nas rodovias brasileiras.

Nesse cenário, as montadoras têm investido cada vez mais em tecnologias capazes de oferecer ao motorista maior controle do caminhão e melhores condições de trabalho. Confira a seguir alguns recursos tecnológicos que vieram para mudar a rotina do caminhoneiro!

Freio de emergência

O freio de emergência é uma das tecnologias de ponta que visam aumentar o controle do caminhão e reduzir os acidentes. O sistema AEB (Advanced Emergency Braking) detecta obstáculos fixos e móveis no percurso do veículo e realiza as frenagens emergenciais sempre que o caminhoneiro deixar de acionar o freio mecanicamente em situações onde há risco iminente de colisão — o sistema foi desenvolvido para evitar alarmes falsos e frenagens desnecessárias.

O radar multi antena instalado na dianteira do veículo capta as informações. Simultaneamente, a câmera localizada atrás do para-brisas analisa as dimensões, natureza e posição do objeto. Todas as informações coletadas são enviadas à unidade de processamento (computador de bordo) que também verifica a velocidade, atividade do limpador de para-brisa e pressão no pedal de aceleração para determinar a ativação do freio emergencial.

Basicamente, o sistema funciona em fases. No primeiro momento, uma mensagem é enviada ao computador de bordo e um alerta sonoro de aviso de colisão é emitido. Na segunda fase, o assistente de freio é acionado para aumentar a sensibilidade do pedal e auxiliar o motorista a evitar a colisão.

Quando a reação do condutor é inexistente, o sistema envia novo alerta e inicia a frenagem. Tudo isso, a partir de cálculos relacionados à distância até o obstáculo, tempo de frenagem e velocidade do caminhão.

Computador de bordo

Nos últimos tempos, os computadores de bordo (comuns aos carros de passeio) têm passado a integrar inúmeros modelos de caminhões, possibilitando que o motorista tenha um maior controle do veículo de dentro da cabine.

Dentre inúmeras funcionalidades, o computador de bordo otimiza o acompanhamento:

  • da quilometragem, total e parcial;
  • do horímetro (horas de funcionamento do veículo);
  • em alguns casos, da necessidade de troca de óleo;
  • da velocidade (em alguns casos, ele conta com alertas de velocidade excessiva);
  • da temperatura do caminhão;
  • do consumo.

Além desses pontos, os computadores de bordo permitem a identificação de eventuais falhas no caminhão e, consequentemente, da necessidade de manutenção. Por falar nisso, ele pode auxiliar até mesmo na realização de reparos, afinal, o funcionamento do veículo é monitorado durante toda a rota e os dados ficam registrados no sistema.

Retrovisores digitais

Os espelhos tradicionais apresentam algumas limitações que vêm sendo superadas com o auxílio da tecnologia. O novo sistema de retrovisores digitais da Scania, por exemplo, oferece ao motorista uma visão panorâmica capaz de reduzir significativamente os pontos cegos, aumentar a visibilidade do caminhão nas manobras e curvas. Além disso, ele dispensa a movimentação do motorista para encontrar o melhor ângulo e não sofre interferências relacionadas às condições climáticas.

As câmeras instaladas fora da cabine (cantos superiores) enviam imagens em tempo real para as telas fixadas nas colunas laterais, o que permite ao motorista identificar, inclusive, pedestres e ciclistas. Não é só! Outro item de segurança dos retrovisores digitais é o sistema infravermelho, que oferece ao condutor visão noturna aprimorada.    

Controle autônomo

A automação da direção é uma das novas soluções para aumentar o controle e a segurança dos motoristas e das cargas durante os deslocamentos. Além disso, o sistema também será útil à redução dos gastos com manutenção e combustível. Apesar de promissor, o sistema de direção autônoma ainda não é uma realidade nas estradas. Diversas pesquisas e testes vêm sendo realizados nos últimos tempos, com observância de rigorosos protocolos de segurança.

A fim de possibilitar a direção autônoma, múltiplos dispositivos foram incorporados ao veículo, como pequenos motores no volante, circuitos de controle de aceleração, sistema de condução em curvas, câmeras e diversos sensores. Os dados obtidos são processados por um software capaz de interpretar as informações da estrada e gerenciar as ações necessárias (acelerar, frear, fazer curvas, etc).

Vale lembrar que o controle autônomo não substituirá o caminhoneiro. Ele funcionará em rotas programadas apenas para aumentar a segurança e a produtividade das operações de transporte de cargas. O motorista permanecerá dentro da cabine do caminhão para controlar diversos processos e guiar, por exemplo, em áreas de maior trânsito.

Conectividade

A conectividade também promete revolucionar o transporte de cargas e a rotina dos caminhoneiros. Quando está em movimento, o veículo gera inúmeras informações. Com o uso da tecnologia, esses dados podem ser utilizados, por exemplo, para otimizar a logística e diminuir os custos com transporte.

Além disso, a conectividade contribui com a segurança do motorista e escolha das melhores rotas. Afinal, antes mesmo que os motoristas percebam a presença uns dos outros, ela identifica os veículos presentes na via (dentro de determinado raio de distância) e permite a troca de informações entre eles, como velocidade, tipo de veículo, posição na via e percurso.

Melhoria na aerodinâmica

O design do caminhão vai muito além das questões estéticas. Eles são projetados para maximizar a segurança e atingir o melhor desempenho. Quanto melhor for o projeto, mais fácil o veículo romperá a resistência do ar, menor será o gasto energético e maior a estabilidade do caminhão. Por esse motivo, a aerodinâmica nunca deixou de ser o foco das montadoras. Os modelos mais recentes apresentam um design futurista e combinam performance à excelência ergonômica.  

Essas são apenas algumas das inovações que têm como objetivo aumentar o controle na cabine do caminhão e aprimorar a rotina de trabalho dos caminhoneiros. A tendência é que os caminhões se tornem cada vez mais inteligentes e capazes de oferecer soluções eficazes com baixo custo.

Além disso, a demanda por sustentabilidade no transporte também tem impulsionado diversos investimentos em fontes alternativas de combustíveis, motores elétricos e outras formas de redução dos impactos ambientais relacionados à fabricação e circulação dos caminhões. Com tanta tecnologia, o controle da cabine do caminhão ficou muito mais fácil.

Que tal ajudar os seus amigos a conhecer essas novidades? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Você também pode gostar

Deixe um comentário