Entenda a importância do controle de emissões para a sustentabilidade

7 minutos para ler
codemashop-app-vendadeprodutos-scania

O controle de emissões de gases poluentes é uma das principais iniciativas quando se fala em sustentabilidade. Aqui, a ideia é trabalhar para reduzir a quantidade de gás carbônico que alcança a atmosfera e contribui para o efeito estufa.

Os veículos estão entre os maiores emissores de GEEs (geradores de efeito estufa). Por isso, os grandes fabricantes procuram inovar, desenvolvendo soluções que minimizem o problema causado por eles.

Leia nosso artigo e confira por que é tão importante manter o controle de emissões para a sustentabilidade e como a Scania vem desempenhando seu papel nesse contexto.

O que é controle de emissões?

O controle de emissões consiste em um conjunto de ações voltadas para evitar que os poluentes alcancem a atmosfera, destinando os gases a algum tratamento, por exemplo. Existem muitos métodos usados com essa proposta, como:

  • tratamento dos poluentes na fonte, para só então lançar os gases na atmosfera;
  • EPCs (Equipamentos de Controle de Poluição do Ar);
  • equipamentos de controle de material particulado;
  • coletores úmidos;
  • equipamentos de controle para gases e vapores.

Qual a importância de controlar a emissão de poluentes?

No Brasil, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) define os padrões nacionais de qualidade do ar. O Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente), por sua vez, estabelece os limites de emissão dos poluentes. Entre as principais resoluções do Conama, temos:

A partir dessas resoluções, o controle de emissões passou por grandes melhorias. Desde o Protocolo de Quioto, assinado em 1997, diferentes países vêm buscando melhores instrumentos para garantir a preservação do meio ambiente.

Tal controle permite a sustentabilidade social e econômica, promovendo uma boa interação com o meio ambiente. Além disso, vale lembrar que crimes ambientais geram penalizações graves para os infratores, que podem partir de simples advertências, passando por multas e chegando a detenções.

Como empresas de transporte de carga podem atuar no controle de emissões?

O setor de logística e transporte responde por cerca de 25% das emissões de GEEs globais. GEE ou gás carbônico (CO2) são as unidades de medida mais relevantes. Assim, para dimensionar os impactos sobre o meio ambiente ou as alterações do clima em países, cidades ou empresas, costuma-se aplicar o GEE.

A grande participação do setor de logística nas emissões de gás carbônico no mundo, inclusive no Brasil, tem estimulado muitas empresas a assumirem metas ambientais e compromissos sustentáveis. Também procuram desenvolver opções de modais e de combustíveis mais eficientes.

Antes da compensação de carbono, é preciso que as transportadoras de carga calculem e analisem meios de diminuir as emissões de gases geradores de efeito estufa.

Para fazer um recorte logístico, as organizações procuram o desenvolvimento e a utilização de combustíveis fósseis, bem como o uso de modais mais eficientes e algoritmos mais sólidos. Desse modo, é possível efetivar diferentes combinações para determinar a melhor entrega em tempo, gastos e emissões de gás carbônico.

Como a Scania atua a favor do controle de emissões?

A Scania, no caminho do controle de emissões, apresenta uma nova linha de caminhões P8/Euro 6. Assim, reforça seu propósito de levar o mercado a um novo patamar de ecossistema sustentável. Além disso, procura oferecer aos clientes o máximo de eficiência energética, segurança, disponibilidade e rentabilidade.

Os novos motores da Scania se atualizaram, seguindo as leis ambientais. Para atender às determinações da nova legislação de controle de emissões do Proconve P8, a marca trabalha com duas novas famílias de motores:

Ambos substituirão os motores Euro 5 e vão ser usados nas cabines P, G, R e S da nova geração de caminhões, lançada no ano de 2018. As novidades foram apresentadas pela primeira vez na Fenatran 2022, evento realizado no São Paulo Expo entre os dias 7 e 11 de novembro.

Confira as vantagens das novas linhas de motores.

Maior eficiência energética

Os motores Scania Proconve P8/Euro 6 permitem o aumento da eficiência energética. O sistema XPI oferece um desempenho melhor e maior eficiência da combustão, já que apresenta múltiplos pontos de injeção, não importa qual seja a rotação do motor.

A tecnologia de SCR (Redução Catalítica Seletiva) continua como o sistema de tratamento de gases, mas acrescido de um filtro de particulado DPF.

Trocas de marchas mais ágeis e freios potentes

A nova linha de caminhões conta com caixas de câmbio G25CM e G33CM, que permitem trocas de marchas mais ágeis, melhoria do escalonamento, lubrificação otimizada e quantidade menor de atritos internos.

As transmissões novas oferecem maior disponibilidade com os novos sensores de temperatura e de nível do óleo. O filtro de óleo do caminhão passa a ter uma vida útil maior e melhor performance a partir do lubrificante MTF.

Outro destaque das novas caixas é o freio de cabeçote CRB. Este possibilita um desempenho superior da frenagem que ajuda o propulsor e dispensa a manutenção.

Mais conforto na cabine

A própria concorrência admite que há um maior conforto nas cabines da Nova Geração de Scania, que estão percorrendo as rodovias desde 2019. Elas contam com um recurso nos itens opcionais focados em conforto e segurança: o quebra-sol interno elétrico, que reduz a incidência do sol nos olhos do caminhoneiro.

Aprimoramento do sistema de segurança

A linha Euro 6 dispõe de um sistema de segurança evoluído: o ADAS, o sistema de auxílio ao motorista. Os objetivos são oferecer assistência ao caminhoneiro, otimizar a condução e precaver-se contra acidentes de trânsito.

O novo ADAS conta com dois sistemas: os sensores laterais que geram alertas de ponto cego; e os de pedestres, para reduzir a falta de visibilidade nas laterais dos veículos.

Scania Super

A gama Super alcança o mercado em alinhamento com os parâmetros Proconve P8/Euro 6, destacando-se por ter o maior torque de mercado para motores de 13 litros. Os torques variam de 2.300 Nm a 2.800 Nm. As potências são quatro:

  • 420 cavalos;
  • 460 cavalos;
  • 500 cavalos;
  • 560 cavalos.

O tanque de combustível foi aperfeiçoado com um recurso chamado de FOU, que permite o uso máximo do diesel.

Soluções Scania Euro 6

A nova linha de motores Scania possibilita diferentes combinações pelo sistema Tailor Made Aplication (TMA). Os modelos que se destacam são:

  • R 460 com transmissão G25CM e eixo R885, 13 litros — indicado para cargas gerais e frigorificadas, para operações com maior dirigibilidade e menor peso;
  • R 500 com transmissão G33CM e eixo R885, 13 litros — indicado para transportar combustíveis e grãos;
  • R 560 com transmissão G33CM e eixo R885, 13 litros — indicado para transportar combustíveis e grãos.

É importante que todas as empresas e a sociedade invistam no controle de emissões para a promoção da sustentabilidade. Nesse contexto, o papel das transportadoras de carga é fundamental, pois precisam amenizar os efeitos da sua atuação no meio ambiente.

Se você gostou deste conteúdo, aproveite para nos seguir em nossas redes sociais e acompanhar novas postagens. Marcamos presença no Facebook, no YouTube, no Instagram e no LinkedIn!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.