6 cuidados que os caminhoneiros devem ter ao dirigir na chuva

6 minutos para ler
spotify scania

Como todos sabemos, a segurança é um ponto focal no transporte de cargas. Por isso, decidimos dedicar mais um conteúdo especial sobre o tema, compilando os principais cuidados ao dirigir na chuva — um desafio comum e recorrente para muitos leitores do nosso portal.

Para que não restem dúvidas, preparamos uma abordagem completa, explicando não apenas os perigos de conduzir nessa situação, mas as melhores práticas para lidar com esse cenário, garantindo a integridade da operação como um todo, protegendo motorista, carga e caminhão. Acompanhe!

Os inúmeros perigos de dirigir na chuva

O transporte de cargas é um setor altamente competitivo, que exige uma dedicação sem igual tanto dos motoristas como das gestões. Esse é um ponto importante de considerar, pois é essa competitividade que estimula decisões mais arriscadas do ponto de vista operacional.

Basicamente, isso quer dizer que nem sempre será possível paralisar a operação por um momento, aguardando por uma condição mais agradável e segura para a condução — com exceção de casos absolutamente extremos.

Sendo assim, lidar com chuvas pesadas acaba sendo um desafio frequente para muitos dos caminhoneiros no Brasil. Como todos sabemos, o cenário chuvoso aumenta a dificuldade operacional de maneira significativa, impactando dirigibilidade, visibilidade e eficiência dos controles do caminhão.

Como exemplo, a pista molhada tende a anestesiar a sensação que o motorista tem da estrada, além de afetar consideravelmente a eficiência da frenagem. Por isso, o ambiente chuvoso exige uma atenção redobrada, já que o motorista deve compensar a anestesia dos freios e sistemas de direção.

Nesses momentos, a tecnologia tende a ser útil, mas isso só é uma realidade em caminhões mais recentes e modernos, equipados com sensores que tornam a condução mais segura em todas as situações. Por isso, elaboramos este post, compilando dicas fundamentais para qualquer motorista.

Por fim, também vale lembrar que a direção defensiva tende a ser positiva do ponto de vista da economia, já que esse tipo de condução realiza acelerações mais suaves, exigindo menos do conjunto mecânico e poupando combustível.

Os 6 cuidados para aprimorar sua segurança ao dirigir na chuva

Como perceberá a seguir, muitas das dicas fazem parte do senso comum, sendo, na realidade, práticas habituais a qualquer motorista responsável. No entanto, isso não muda o fato de que os períodos de chuvas conseguem aumentar em até 20% o número de acidentes.

Em grande parte, isso acontece por um ato de negligência dos motoristas, que ignoram a pista molhada, sem reduzir a velocidade. O resultado disso? Um maior número de colisões traseiras. Em sua maioria, as colisões traseiras ocorrem por dois fatores centrais: baixa visibilidade e frenagem insuficiente.

As chuvas, infelizmente, criam o cenário ideal para essas ocorrências, pois a umidade na pista faz com que o veículo precise de mais espaço para uma desaceleração total. Além disso, a água e a neblina perturbam o campo de visão do motorista, tornando tudo mais difícil.

É por isso que frisar esses cuidados é algo tão importante, mesmo embora eles sejam óbvios para motoristas mais experientes e responsáveis. Acompanhe! 

1. Use o farol baixo

Primeiro, porque é lei. Segundo o Artigo 40 do Código de Trânsito, o uso do farol baixo é obrigatório, tanto de noite como de dia, na circulação por rodovias. Contudo, existe uma razão para isso, pois essa luz é eficiente em garantir boa visibilidade, tanto da pista quanto dos elementos no cenário, como placas, veículos, pedestres e afins.

2. Reduza a velocidade

É simples: a chuva aumenta a dificuldade da condução. Portanto, se você precisa seguir em frente, siga, mas com velocidade reduzida. Entre outras coisas, uma velocidade mais baixa também amplia o seu tempo de reação, o que pode ser determinante para evitar acidentes, prejuízos e tragédias.

3. Evite ultrapassagens

Não importa o quão apertado é o prazo ou o quão severas as consequências de um atraso: caminhões, chuvas e ultrapassagens não combinam! É simplesmente uma receita para o desastre e a única coisa que impede um acidente nessa situação é a sorte.

Com um veículo tão pesado, não importa o seu nível de perícia ao volante, a única coisa que pode evitar um acidente na hora H é o acaso. Sendo uma pessoa responsável, enquanto profissional, cidadão e pai ou mãe de família, você não pode colocar tudo em risco por conta de pressa e ansiedade.

4. Evite frenagens bruscas

Velocidades altas exigem freadas bruscas. Já as velocidades baixas permitem desacelerações suaves. Na chuva, você precisa reduzir os riscos da condução, aumentando a previsibilidade ao máximo. Frear bruscamente em um veículo tão pesado não terá o efeito que a sua mente espera.

Isso vale ainda mais se o caminhão estiver carregado. Na chuva, as frenagens bruscas raramente resultam no efeito desejado, pois, ou não são suficientes, ou acabam desestabilizando a dirigibilidade, destracionando o veículo, tirando-o da trajetória.

5. Ligue o ar-condicionado

Como todos sabemos, as chuvas alteram a precipitação do ambiente. Isso significa vidros embaçados, o que prejudica ainda mais a sua visibilidade — já limitada pela água da chuva. Para isso, você pode ligar o ar-condicionado no quente, com as ventas viradas ao para-brisa, aquecendo a superfície e desembaçando.

Outra forma eficiente de conquistar esse efeito é abrindo levemente as janelas. A entrada do ar externo circulará na cabine, equalizando a temperatura e precipitação entre interior e exterior, desembaçando o para-brisa.

6. Dirija com as mãos no volante

De todas, esta é a dica mais óbvia, mas, assim como “reduza a velocidade”, é proporcionalmente ignorada nas estradas. Portanto, não faça parte da estatística. Dia chuvoso não permite que você divida a atenção entre a estrada e os outros dispositivos na cabine.

A sua atenção precisa estar 100% focada no que está acontecendo à frente e aos seus lados. As duas mãos devem estar firmemente posicionadas sobre o volante, garantindo uma postura ágil para, caso necessário, realizar uma manobra de emergência.

Por fim, é importante destacar os papéis das empresas na conscientização da classe caminhoneira, o que vale tanto para nós como para você na gestão da sua frota. Todos esses cuidados, embora senso comum, fazem parte de um conjunto de práticas eventualmente ignoradas, seja intencionalmente ou não. É nosso papel evitar que isso aconteça, contribuindo para um trânsito mais consciente, preventivo e cauteloso.

Gostou deste conteúdo especial com dicas para dirigir na chuva? Então, aproveite para descobrir mais conteúdos assim, acessando e curtindo as páginas das nossas unidades nas redes sociais — Cavese SC (Site, Facebook, LinkedIn e Instagram), Suvesa RS (Site, Facebook, LinkedIn e Instagram) e Codema SP e MG (Site, Facebook, LinkedIn e Instagram)

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.