7 dicas para economizar na embreagem de caminhão e aumentar sua vida útil

7 minutos para ler

Você sabia que é possível economizar na embreagem de caminhão adotando algumas boas práticas de condução? Isso mesmo! Com algumas medidas simples na hora de dirigir, é possível reduzir o desgaste desse importante componente e prolongar a sua vida útil.

Na prática, isso traz uma grande economia com a manutenção da frota ao aumentar o tempo de vida da embreagem do caminhão e, consequentemente, ao minimizar os gastos com a substituição precoce dessa peça.

Então, quer saber como economizar na troca de embreagem de caminhão? A seguir, listamos 7 dicas valiosas que você pode colocar em prática e que certamente contribuirão. Continue a leitura e confira!

1. Não segure o caminhão na embreagem

Uma das práticas mais comuns para motoristas de qualquer veículo é segurar o veículo na embreagem no farol, em filas de pedágios, entre outras situações em que o caminhão não está se movendo. No entanto, essa atitude desgasta excessivamente as áreas de atrito da embreagem, como o disco, o platô, o volante do motor e o rolamento.

Também é muito importante não usar a embreagem como freio para segurar o caminhão em uma subida. Além de desgastar a peça, essa prática poderá “fritá-la”, deixá-la inutilizável no momento e causar um acidente. Caso seja preciso parar na subida, o correto é que o condutor use o freio estacionário ou o próprio freio de serviço.

2. Lembre-se que embreagem não é apoio de pé

Se o seu caminhão não for automático, dirigir com pé apoiado sobre a embreagem também é um vício que pode prejudicar essa peça, já que separa o platô do disco e lixar o disco. Essas consequências geram desgaste e superaquecimento de todo o sistema.

Outro erro comum ligado à embreagem é pisar no pedal duas vezes, o que é comum nos motoristas mais velhos ou que são acostumados a dirigir caminhões antigos. Isso acontece porque antigamente era necessário pisar duas vezes na embreagem para ela funcionasse corretamente.

No entanto, isso não deve ser feito atualmente, já que os veículos têm caixas de marcha automatizadas e sincronizadas. Se o condutor continuar dando pisadas duplas, todo o sistema da embreagem terá sua vida útil reduzida.

3. Redobre a atenção nas rampas

Você já deve saber que a gravidade começa a puxar o veículo para baixo quando ele fica parado em uma rampa por muito tempo. Nesse momento, o condutor precisa ter um controle muito preciso da embreagem para manter o caminhão estável ou arrancá-lo na subida, o que também acaba aumentando o desgaste dessa peça.

Essa atividade se torna bastante perigosa quando o motorista é um iniciante ou está dirigindo um tipo de veículo que não está acostumado, já que qualquer erro colocará em risco a carga, o veículo, sua integridade física e outros veículos.

Porém, você pode minimizar o desgaste da embreagem e diminuir as chances de acidente ao evitar parar sobre elas, bem como redobrar a atenção nessa situação. Como a necessidade de parar sobre rampas pode ser inevitável, também é recomendável investir no treinamento de motoristas para que eles tenham mais controle sobre o veículo.

4. Troque a marcha gradativamente

Mude de marcha de forma gradativa e na ordem adequada para aumentar ou reduzir a velocidade do caminhão, sem pular da segunda para quinta marcha, por exemplo. Assim você conseguirá acompanhar os giros do motor e fazer com que as peças da embreagem operem de maneira sincronizada, evitando “trancos” prejudiciais.

Outra dica é não dar partida no veículo com uma marcha menor que a necessária, já que isso aumenta a rotação do motor e pode superaquecê-lo, fazendo com que o disco da embreagem fique desgastado.

5. Evite o excesso de peso

Cada embreagem tem uma capacidade máxima de transmissão de torque, ou seja, o limite de peso que a pressão do disco aguenta. É importante obedecer esse peso máximo para que o veículo não seja sobrecarregado e patine (deslize).

Saiba que não basta apenas observar o peso limite do caminhão, também é necessário ficar atento à carga limite de cada eixo. Também garanta que o peso seja distribuído igualmente em cada lado do caminhão — evitando que o lado esquerdo ou direito fique mais pesado.

Além de preservar a embreagem, evitar excesso de peso ainda traz muitos outros benefícios para a frota, como:

  • economia de combustível;
  • aumento da vida útil dos pneus;
  • preservação da suspensão do veículo;
  • diminuição de emissão de gases poluentes;
  • minimização da necessidade de manutenções;
  • prevenção de multas quando o caminhão passa na balança rodoviária, entre outros.

6. Aprenda a soltar a embreagem de caminhão

Quanto menor for o uso da embreagem do caminhão, mais preservado será o sistema. Por isso, o motorista precisa achar o ponto ideal entre soltar a embreagem e acelerar o veículo.

Se houver muita aceleração do caminhão sem tirar totalmente o pé do pedal da embreagem, em caminhões com transmissão manual, ocorre o que é chamado de “queima da embreagem”. Nesse momento o motor fará mais barulho (em razão da rotação), o veículo se movimenta muito pouco, consome muito combustível e há um desgaste desnecessário da peça.

Também é importante liberar o pedal lentamente durante a troca de marchas, pois soltá-lo de forma brusca força danifica os coxins do motor. Na prática, isso faz com que as engrenagens da caixa de câmbio e o disco da embreagem sejam prejudicados a longo prazo.

7. Invista na manutenção preventiva

A manutenção preventiva consiste em identificar falhas nos sistemas do veículo e corrigi-los antes que gerem danos maiores aos seus componentes e sistemas. Essa estratégia aumenta a vida útil do caminhão, de uma forma geral, além de reduzir a probabilidade de ocorrência de falhas mecânicas durante viagens e aumentar a produtividade da frota.

Entretanto, há um prazo certo para realizar a manutenção de cada sistema ou peça do caminhão. Para conferir quais são os prazos recomendados, o mais indicado é consultar o manual do proprietário do veículo. De todo modo, é recomendável checar o nível do fluido do sistema semanalmente.

No mais, utilize os produtos e ferramentas indicados pelo fabricante do caminhão para garantir que a manutenção preventiva seja eficiente e dentro dos padrões.

Por fim, como vimos, a embreagem de caminhão é uma peça excepcionalmente importante para garantir que as viagens sejam feitas sempre de maneira segura e produtiva. Você pode evitar problemas com esse sistema investindo em um caminhão automático, já que a embreagem se tornará uma preocupação a menos tanto para o dono da frota como o motorista.

Agora que você sabe como economizar a embreagem, que tal ler mais sobre o restante dos itens do caminhão? Aprenda aqui sobre a vida útil das peças desse tipo de veículo!

suvesa mercado shops
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.