IPVA 2022: o que saber sobre o seu cálculo e cobrança

6 minutos para ler

Entre as várias tarefas na gestão de uma frota, o planejamento para o pagamento dos impostos é uma das mais importantes. Por isso, elaboramos este conteúdo importante sobre o tema. Afinal de contas, você já está antenado às principais novidades e detalhes do IPVA 2022? Caso não, sem problemas. 

Hoje, o nosso objetivo é destacar as principais curiosidades sobre o tema. Aqui, você entenderá o que é o IPVA, como esse imposto é calculado, quais as modalidades de pagamento, como conseguir descontos, quem está isento, quais os novos valores e, claro, como se planejar para esse pagamento. Então, não perca tempo e acompanhe!

O que é o IPVA?

IPVA abrevia Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. Tecnicamente, é um tributo da esfera estatal cobrado anualmente dos proprietários de veículos sob essa designação, como carros, motos, caminhões, ônibus, picapes e afins. 

Por ser de competência estatal, cada Estado conta com sua própria alíquota, que é uma porcentagem aplicada sobre o valor do veículo, utilizada para determinar o valor do tributo. Em tese, o valor arrecadado é utilizado para a manutenção das estradas e vias, bem como para a promoção geral da segurança no trânsito. 

Como o IPVA é calculado?

Diferente de outros impostos, o IPVA tem um cálculo bastante fácil e simplificado. Basicamente, basta multiplicar a alíquota cobrada em seu estado pelo valor venal do seu veículo. Novamente, é importante destacar que cada Estado cobra uma alíquota diferente. 

Em São Paulo, a alíquota para caminhões é 1,5% e para ônibus é 2%. Já em Santa Catarina, a alíquota é 2% para ambas as categorias. Por isso, é importante sempre estar atento às novidades do Detran da sua região — você pode encontrar o site do seu Detran nesta lista oficial do gov.br

Portanto, se você tem um caminhão em SC, que vale R$150.000, a 2% de alíquota, o seu IPVA será de R$3 mil. Diferente de outros países, em que a tributação é proporcional ao peso e, portanto, ao desgaste exercido pelo veículo sobre as estradas, no Brasil, o tributo é proporcional ao valor da propriedade. 

Como é feita a cobrança do IPVA?

A cobrança do IPVA é tão importante quanto o licenciamento, pois é fundamental para garantir a regularidade tributária do veículo, seja caminhão ou ônibus, nas estradas. O IPVA é cobrado anualmente, sempre no início de cada ano, entre janeiro e dezembro, e existem algumas formas de pagamento. 

Como é feito o parcelamento do IPVA?

Para boa parte dos proprietários, a melhor opção é o pagamento parcelado. O número de parcelas e o vencimento tendem a variar, novamente, conforme o Estado competente pela cobrança. Por exemplo, em Santa Catarina, é possível parcelar, no máximo, em 3 vezes, e as parcelas podem ser pagas via boleto. 

Existe desconto para o pagamento à vista?

Para quem se planeja, a opção mais rentável é a cota única, ou seja, de uma vez só. O grande atrativo disso é que, em muitos estados, essa forma de pagamento garante um desconto no valor do imposto, mas, novamente, isso varia de um Estado para outro. Em SC, não há desconto. No Paraná, é 3%. Em São Paulo, 9%.

Quando é o vencimento do IPVA 2022?

Assim como as alíquotas, o número de parcelas e a existência de descontos, a data dos vencimentos varia conforme o Estado competente pela cobrança. No entanto, uma coisa é constante. Os vencimentos das primeiras parcelas sempre acontecem nos dois primeiros meses do ano, janeiro e fevereiro. 

Essa prática agiliza o arrecadamento para a manutenção das estradas e também é compatível com o cronograma da segunda cobrança importante, que é o licenciamento, geralmente, arrecadado entre março e abril de cada ano. 

Quem está isento do IPVA 2022?

Em alguns casos muito específicos, pode haver isenções especiais que variam conforme o Estado. No entanto, existem circunstâncias que garantem a isenção da cobrança em qualquer estado da Federação. Os exemplos mais importantes são os ônibus de transporte urbano metropolitano e escolar, os veículos com mais de 20 anos de fabricação e aqueles com finalidade exclusivamente agrícola.

Como se planejar para o pagamento do IPVA?

Da forma como percebemos, o planejamento é parte fundamental para a regularidade tributária da sua frota. Por isso, é tão importante adotar uma postura preventiva e de antecipação no controle de gastos. Com essa postura, é possível antecipar as tributações futuras e aproveitar os descontos eventuais oferecidos pelo seu Estado.

E a melhor, e praticamente única, dica para isso está na qualidade e disciplina do seu controle financeiro. Com uma conduta rígida no controle de contas e gastos, você deve se habituar a reservar o valor das tributações futuras. Dessa forma, a cada novo ano, você já inicia o período fiscal com os impostos pagos.

Esse hábito vale tanto para o pagamento do IPVA como das outras despesas e contribuições. O seguro, por exemplo, é outro serviço que tende a oferecer um desconto substancial quando pago à vista, o que é uma demonstração clara de que economia gera economia.

Quais as consequências de atrasar o pagamento do IPVA?

Multas e incômodos. Negligenciar o pagamento do IPVA, assim como do licenciamento do veículo, é pedir para ter dor de cabeça. Em um primeiro momento, o atraso na quitação do imposto costuma gerar uma multa de 0,33% por dia de atraso. Rapidamente, isso se acumula e cria uma dívida muito maior do que a original.

Depois de 60 dias de atraso, a multa se transforma em uma taxa fixa de 20% sobre o valor original do imposto. Um IPVA de R$3 mil passa a custar R$3.600. Simultaneamente, a dívida é inscrita como Dívida Ativa na União. Com isso, a inadimplência do IPVA passa a impedir o novo licenciamento do veículo, que tem como requisito básico o IPVA quitado para a sua realização.

Sem quitar o IPVA e sem renovar o licenciamento, o veículo fica sujeito à busca e apreensão, em mais uma rodada de consequências negativas, como multa, inscrição de pontos na CNH e custos elevados para a retirada do veículo do pátio, em que se cobra uma taxa diária por cada dia de apreensão. Como você pode ver, atrasar o IPVA nunca deve ser uma opção!

Você gostou deste post detalhando as principais curiosidades sobre o IPVA 2022? Lembrou-se de outro fator importante? Então, aproveite para enriquecer a discussão sobre o tema, deixando o seu comentário abaixo!

suvesa mercado shops
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.