6 livros sobre a vida dos caminhoneiros para você ter na cabeceira

6 minutos para ler
spotify scaniaPowered by Rock Convert

Em boa parte das vezes, o cotidiano nas estradas pode ser um pouco solitário. Entretanto, é nesse ambiente que o profissional tem a oportunidade de refletir, evoluindo com os seus desafios. Sendo assim, elaboramos este post especial, em que listamos os 6 melhores livros sobre a vida dos caminhoneiros.

A nossa missão é apresentar histórias e reflexões que tenham impacto no seu dia a dia, inspirando, motivando e estimulando a energia necessária para que você siga em frente, colhendo os benefícios e os aprendizados da vida na estrada. Portanto, sem mais demoras, acompanhe!

A importância da leitura no cotidiano do caminhoneiro

Desenvolvimento pessoal — sem sombra de dúvidas, esse é o termo que resume a importância da leitura, não somente na vida do caminhoneiro, mas na vida de qualquer outra pessoa na face da Terra. Afinal de contas, os livros são fios condutores de histórias e experiências, transferindo conhecimento por várias gerações.

Apesar disso, a rotina de boa parte da civilização tem se tornado cada vez mais caótica, perturbada por um mar de notificações, despesas, preocupações e afins. Além disso, vivemos em um período com uma enorme oferta de entretenimento audiovisual, principalmente quando falamos das redes sociais.

Com todo esse ruído, é natural que as pessoas se afastem do formato mais tradicional de absorção de conhecimento: a leitura. No entanto, os caminhoneiros têm uma oportunidade perfeita para trabalhar o próprio equilíbrio emocional e mental, aproveitando a individualidade da estrada como uma chance para aprender com as histórias de outros profissionais que viveram essa vida.

Os 6 principais livros sobre a vida dos caminhoneiros

Sendo assim, reunimos os principais livros do mercado, que se debruçam sobre a história dos heróis das estradas. Em comum, todas as leituras abordam essa experiência com realismo e sensibilidade, frisando os obstáculos, as vitórias e as emoções, destacando momentos de medo, angústia, superação e coragem. Agora, conheça um pouco mais sobre cada uma dessas obras!

1. Vida de Caminhoneiro — Jean Carlos de Andrade

Logo de início, temos o livro mais profundo de toda esta lista, sendo um relato autobiográfico de um caminhoneiro brasileiro. Na obra, o autor atravessa uma montanha-russa emocional e crítica, apresentando curiosidades, alegrias e decepções de seu cotidiano.

O livro compila uma série de histórias reais, que, assim como a vida, têm seus pontos altos e baixos, relatando a felicidade momentânea das festas, a saudade intensa da família, a tensão durante os assaltos, a angústia dos acidentes, e, por fim, o drama paralisante ao enxergar a morte de perto.

2. Por Onde Andamos: Um Relato das Viagens dos Caminhoneiros pelo Brasil — Gustavo Stephan e Francisco Noel

Já aqui, temos uma obra que aposta na ficção como uma forma de condensar a experiência de mais de um milhão de caminhoneiros. Para intensificar a emoção das histórias, o livro também é composto por uma direção fotográfica, que dá contexto visual para as experiências contadas pelas palavras. 

Essencialmente, são listados dilemas comuns na vida dos caminhoneiros, descrevendo o medo da criminalidade, os riscos e retornos do uso de substâncias para aumentar a produtividade, os momentos de solidão, assim como aqueles repletos de ânimo e felicidade.

3. O Filho do Caminhoneiro — Aristides Fraga Lima

Novamente, uma história ficcional que aposta na força de sua premissa para alavancar o leitor em direção à próxima página. O Filho do Caminhoneiro conta a experiência de um jovem de 18 anos que abandona os estudos e, então, decide dedicar sua energia e seu tempo para vencer nas estradas.

Como pano de fundo, a obra utiliza as estradas brasileiras, até que a história encontra seu ponto de inversão. Nos escombros de um acidente, o protagonista encontra um único sobrevivente, um bebê. Em um gesto de responsabilidade e bondade, o jovem caminhoneiro acolhe a criança, forçando-se a amadurecer enquanto homem, pai e profissional.

4. Vida na Boleia — Ita Kirstch e Bala Blauth

Já aqui, temos uma obra explicitamente fotográfica. O livro é narrado por meio das lentes e observações desse casal, unido tanto pela vida quanto pelo amor à estrada. A ideia de registrar esse cotidiano surgiu a partir dos momentos em que ficavam trancados no trânsito, em algum trecho conturbado das inúmeras rodovias brasileiras.

A produção da obra percorreu as cinco regiões do território nacional, fotografando a vida dos heróis da estrada em todas as suas realidades, registrando seus momentos de descanso, descontração e deslumbramento. Após 21 mil quilômetros rodados, Vida na Boleia foi produzido, retratando a história e as mensagens dessas pessoas.

5. O Cotidiano da Espera — Gustavo Queiroz

Único na lista, o Cotidiano da Espera é uma obra ousada da biografia de um jornalista. Aqui, o profissional das letras decide “calçar os sapatos” dos caminhoneiros, navegando nas realidades dessa vida por uma semana. A intenção do autor foi enxergar de perto os desafios retratados por essa categoria.

A obra faz um mergulho profundo nas principais críticas apresentadas pelos profissionais da estrada, ressaltando insatisfações em determinados temas, como segurança pública, infraestrutura, mercado de trabalho e economia — comentários que, de certa forma, são atemporais, já que o livro foi publicado ainda em 2008, dez anos antes da histórica greve dos caminhoneiros.

6. Coleção Pé na Estrada — Sandra Aymone

Por último, mas também importante, temos uma coletânea de livros voltados ao público infantil. Nesse sentido, pode ser que você se questione sobre a utilidade dessas obras no seu cotidiano. No entanto, esses livros foram criados justamente para facilitar a aproximação familiar entre filhos e seus pais caminhoneiros.

As histórias contam, de maneira simpática e carinhosa, a realidade heroica desses profissionais, promovendo conforto na cabeça dos pequenos, que, desde cedo, precisam entender o tempo longe de seus pais. A coleção enaltece a importância desse profissional, justifica a sua distância e ensina aspectos culturais e geográficos da diversidade brasileira.

Como pôde ver, não faltam opções para navegar pelas histórias dos seus pares, aprendendo e vivendo sob o ponto de vista de outras pessoas. Afinal de contas, essa é uma das melhores formas de crescer enquanto profissional e cidadão, desenvolvendo empatia pelos desafios e realidades do próximo.

E então, você gostou dessa seleção com os principais livros sobre a vida dos caminhoneiros? Sendo assim, não perca a chance de ser atualizado com mais conteúdos como este, diretamente pelo seu e-mail. Para tanto, basta assinar a nossa newsletter!

Você também pode gostar

Deixe um comentário