Qual a diferença entre manutenção preventiva e corretiva de caminhões?

7 minutos para ler

Para zelar pela conservação e segurança da frota, toda transportadora deve estabelecer um período para manutenção preventiva e corretiva dos seus veículos. Essa é uma ação indispensável para o sucesso da empresa, mas para não ter prejuízos com caminhões ociosos é preciso planejar e escolher o método adequado.

Isso porque esses reparos abrangem veículos com objetivos e particularidades diferentes, que devem ser considerados na hora de realizar o procedimento, para evitar que a empresa acabe arcando com altos custos.

Por isso, preparamos este artigo para que você saiba qual a diferença entre manutenção preventiva e corretiva, além da importância de realizar esse processo nos caminhões. Acompanhe!

O que é e como funciona a manutenção preventiva, preditiva e corretiva?

No mercado há três tipos diferentes de manutenção — preventiva, preditiva e corretiva —, sendo importante saber identificar o mais adequado para garantir a redução dos custos, a segurança nas operações e a lucratividade da empresa. Diante disso, veja a seguir como cada tipo de manutenção funciona.

Manutenção preventiva

É a soma de estratégias e práticas de controle que visam minimizar ou evitar episódios de falhas no desempenho dos caminhões. Esse tipo de manutenção é feita periodicamente em oficinas terceirizadas ou próprias da empresa. Dessa forma, a transportadora realiza um planejamento, considerando a produtividade da frota para efetuar um calendário de manutenção, com o intuito de manter os veículos em boas condições de funcionamento.

Como resultado, há menor geração de custos para a empresa, pois permite-se que os caminhões operem sem o risco de acontecerem grandes falhas. Além disso, os danos e os desgastes da frota podem contar com índices menores, já que durante a inspeção são checados os seguintes itens: óleo do motor, lubrificação, filtro de óleo, frios, pressão e estado dos pneus, fluido de direção hidráulica, filtro de ar, alinhamento do veículo, suspensão, amortecedores, líquido de arrefecimento, palhetas do para-brisa, sistema elétrico e fluido do sistema de transmissão.

Manutenção preditiva

Parecida com a manutenção preventiva, a preditiva evita falhas por meio da análise do desempenho dos caminhões, com o objetivo de identificar quais necessitam passar por inspeções. Dessa forma, são realizados programas de monitoramento com ferramentas de alta tecnologia para avaliar os componentes que ao longo do tempo podem trazer danos aos veículos.

As maiores partes do check-up são feitas pelos próprios colaboradores que utilizam os caminhões. Assim, a manutenção preditiva pode gerar menos custos com reparos e imprevistos, mas devido à necessidade de treinamento dos profissionais, ela pode se tornar um gasto a mais para as empresas.

Manutenção corretiva

Acontece quando é preciso realizar o conserto imediato de um item que compromete o funcionamento do caminhão. Em geral, esse tipo de manutenção consiste na substituição do componente ou peça que apresenta falhas ou sofreu desgastes, fazendo com que o veículo fique ocioso por um tempo.

Além disso, esses reparos não são programados, sendo preciso efetuá-los em caráter de urgência para evitar mais prejuízos à transportadora. Essa ausência de planejamento, somada ao tempo do reparo, traz maior custo para a empresa, que nunca sabe o momento certo em que os danos podem acontecer. Na pressa para reparar o problema, os veículos são levados a oficinas não credenciadas, o que pode acabar aumentando ainda mais o gasto.

Qual a importância de realizar a manutenção em caminhões?

Para alcançar todos os objetivos planejados e cumprir com as entregas dentro do prazo, a transportadora deve contar com caminhões em pleno funcionamento e seguros. Para garantir esse desempenho, é fundamental realizar a manutenção nos veículos, seguindo as análises programadas — um conjunto de medidas que faz parte das orientações estabelecidas por todo fabricante.

Portanto, as transportadoras que diariamente dependem desses veículos para assegurar os seus serviços contínuos não devem negligenciar a manutenção preventiva e corretiva nem correr riscos. Afinal, por se tratar de um equipamento pesado e grande, qualquer falha que pareça simples pode trazer consequências irreversíveis.

Quais são as principais diferenças entre manutenção preventiva, preditiva e corretiva dos caminhões?

De uma forma mais elaborada, a seguir, é possível verificar as diferenças entre manutenção preditiva, preventiva e corretiva, principalmente as relacionadas aos seguintes fatores:

  • período de realização: tanto a manutenção preventiva quanto a preditiva seguem um intervalo de tempo conforme um critério preestabelecido ou definido pelo manual do fabricante. Já na manutenção corretiva, não há um período determinado para os reparos, pois eles são realizados apenas quando um item apresenta falhas ou para de funcionar;
  • vantagens: pelo fato de a manutenção preditiva e preventiva serem parecidas, as vantagens também estão associados, havendo uma maior economia de peças, materiais, mão de obra e segurança dos colaboradores devido ao planejamento. Com a manutenção corretiva, essa estratégia pode resultar em um custo/efetividade até apresentar uma nova falha;
  • custos: na preventiva e preditiva, os custos com a manutenção geram uma economia em médio e longo prazo, além de não haver surpresas com a quebra de um item inesperado. Na manutenção corretiva, devido à falta de uma programação, à parada para o reparo e ao tempo ocioso do veículo, os custos gerados são maiores;
  • planejamento: as manutenções preditiva e preventiva seguem um planejamento periódico estabelecido para realizar as análises e os reparos, enquanto na manutenção corretiva esse recurso não é utilizado.
  • treinamento dos profissionais: aqui, as condições são um pouco diferentes, pois na manutenção preditiva, devido à análise de dados, é preciso que o profissional seja capacitado e qualificado para realizar o reparo. Na manutenção preventiva, a mão de obra intensiva pode ser realizada pelos próprios colaboradores ou oficinas credenciadas. Já na manutenção corretiva, o fato da urgência faz com que o item seja reparado em empresas terceirizadas não credenciadas;
  • monitoramento: tanto na manutenção preventiva quanto na preditiva, os monitoramentos são realizados de maneira constante, enquanto na corretiva esse procedimento ocorre apenas quando os itens apresentam algum problema.

Qual é o melhor tipo de manutenção para fazer nos caminhões e como realizar na prática?

As manutenções corretivas que, de maneira geral, não são planejadas, costumam ser evitadas por diversos motivos, como situação de pressão, ociosidade do caminhão, altos gastos, reparos em empresas não autorizadas, entre outros.

Em vista disso, muitas transportadoras preferem conservar os veículos da frota conforme as suas necessidades por meio das manutenções preditivas e preventivas, a fim de colher bons resultados com essas estratégias, como maior rendimento dos caminhões, mais produtividade, melhor planejamento dos custos e menos riscos de imprevistos e acidentes nas estradas, além de prolongar a vida útil dos veículos.

Para obter todos esses benefícios na prática e de maneira eficiente, é importante que a transportadora realize uma análise minuciosa dos custos, prazos e colaboradores. Esse controle pode ser efetuado por meio de sistemas e planilhas para lembrar sobre as manutenções que devem ser realizadas.

Como vimos, a manutenção preventiva e corretiva de caminhões contam com diferentes objetivos. Por isso, é importante que a transportadora realize um bom planejamento estratégico e defina um calendário de manutenções, para otimizar os recursos, gastos e ainda ter uma frota produtiva, mantendo seus caminhões em pleno funcionamento.

Agora que você já sabe as principais diferenças entre a manutenção preventiva e corretiva, que tal ficar por dentro de outros assuntos interessantes como esse? Curta nossas páginas no Facebook — Cavese, Codema e Suvesa — e mantenha-se atualizado!

suvesa mercado shops
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.