Saiba como manter a motivação no trabalho durante a rotina da estrada

6 minutos para ler
spotify scania

Trabalhar na estrada pode ser tão deslumbrante quanto desafiador. Afinal de contas, a liberdade atrai, mas existem desafios à segurança que podem gerar impactos na hora de manter a motivação durante a rotina de trabalho. Por isso, criamos este conteúdo especial sobre o tema!

A intenção é demonstrar como é possível manter essa energia em alta, garantindo a produtividade da sua equipe de maneira consistente e previsível. Assim, você conquista dois pontos importantes: a eficiência operacional para a sua frota e a qualidade de vida para os seus motoristas. Agora, acompanhe!

A importância da motivação para a jornada de trabalho

A motivação é uma parte essencial de qualquer jornada de trabalho, não importa se acontece em um escritório ou na estrada. De maneira figurativa, a motivação funciona como um combustível para a produtividade mental das pessoas. É esse estímulo que faz o indivíduo dar o melhor de si, realmente se comprometendo com a qualidade do trabalho.

No transporte de cargas, a motivação ganha uma importância ainda maior, pois o comprometimento está diretamente ligado à atenção dedicada pelos motoristas durante a condução. Quanto maior o comprometimento, mais seguro será o trajeto, com menor probabilidade de acidentes.

Além disso, a motivação também é um estimulante ético para que a equipe trabalhe de maneira disciplinada. Em certos casos, a acomodação ou a indiferença na jornada de trabalho podem estimular comportamentos negligentes, gerando uma condução mais agressiva e maior consumo de combustível.

Então, além de conferir maior produtividade e obediência, a motivação também provoca economia nos resultados da sua operação. É com tudo isso em mente que a gestão de frotas deve olhar para esse tema com atenção, garantindo os incentivos e as orientações necessários para que os motoristas tenham bons dias de trabalho.

As melhores dicas para manter a motivação no trabalho

No entanto, é importante notar um detalhe. Por ser um fator bastante subjetivo e pessoal à personalidade e aos objetivos de cada pessoa, a motivação não pode ser estimulada automaticamente. Existem limites para os estímulos que você pode colocar em prática. Veja só!

Práticas saudáveis

O primeiro passo para garantir uma equipe sustentável é conscientizar esses motoristas sobre o que é uma rotina saudável. Para garantirem previsibilidade e saúde na jornada de trabalho, os motoristas devem respeitar seus horários de descanso, praticar boa alimentação e, sempre que possível, algum exercício físico.

Como se pode notar, duas dessas práticas estão diretamente ligadas ao reabastecimento enérgico dos funcionários: o sono e a alimentação. Já os exercícios físicos evitam a ociosidade corporal, garantindo que eles tenham a disposição necessária para encarar a jornada de trabalho, sem desânimo, indisposição ou preguiça.

Pausas

Pessoas não são máquinas. Isso quer dizer que você não apenas deve respeitar as pausas periódicas de descanso, mas incentivá-las. São nessas pequenas paradas que o motorista pode esticar o corpo, fazer uma leitura, comer alguma coisa, tomar um café e, assim, voltar 100% para a estrada.

Quando são ignoradas as pausas, o trabalho se torna mais cansativo e, consequentemente, menos agradável. No longo prazo, isso se transforma em insatisfação, negligência e insubordinação. Por isso, é preciso respeitar as limitações dos profissionais para que eles atendam às expectativas da frota.

Organização

A previsibilidade é amiga de uma mente motivada. Sem organização, o profissional não tem o direcionamento correto para lidar com as obrigações do dia a dia. Por consequência, as atividades são feitas de maneira aleatória, sem considerar uma ordem de efetividade.

É por isso que todos os caminhoneiros da sua frota devem ser adaptados às boas práticas operacionais, reportando situações em horários previstos e realizando as tarefas em uma ordem previamente estipulada. Com esse preparo, as atividades ganham um tom mais rotineiro, diminuindo a energia necessária para a realização do trabalho. 

Valorização

Todo mundo gosta de se sentir valorizado. Logicamente, a atribuição de valor depende da existência de algum valor. Por isso, não adianta reconhecer os esforços de toda a equipe sem nenhum critério prévio, pois isso só serve para desestimular quem realmente faz por merecer.

O importante é valorizar o trabalho bem-feito, o alcance de metas e a disciplina profissional. Isso pode ser feito com bonificações ou, até mesmo, com gratificações verbais. O reconhecimento merecido abastece a pessoa com orgulho, promovendo a energia necessária para seguir trabalhando.

Mindfulness

Esse é um conceito que ganhou bastante popularidade nos últimos anos. Basicamente, trata-se de cultivar uma mentalidade de estado presente. Isto é, incentivar os motoristas a entenderem o que estão fazendo no agora e agirem de acordo com isso, sem distrações ou afins.

Logicamente, isso não é aplicado durante toda a jornada de trabalho. Afinal de contas, a disposição das estradas incentiva um pensamento à deriva, que pode ser entretido por músicas, entrevistas, audiolivros ou afins, justamente para evitar a monotonia e o sono.

No entanto, fora dessas situações, é muito importante que os motoristas pratiquem o mindfulness, estando presentes e atentos ao reportarem os detalhes da operação para a gestão de frotas, durante as atividades de embarque, descarga, vistoria e afins.

Calma

Já aqui, falamos especialmente do controle emocional. No longo prazo, quanto mais estressado e temperamental o motorista estiver, maior a probabilidade de que ele enfrente problemas no trânsito, colocando a si próprio em perigo, assim como a várias outras pessoas, prejudicando até mesmo a jornada de trabalho.

Junto do estresse e da ansiedade, o profissional pode começar a sofrer com o cansaço e a indisposição. A partir desse ponto, o indivíduo não entrega a mesma produtividade de outrora, passando a adotar práticas mais negligentes, ignorar a importância dos prazos e de algumas orientações da gestão.

Portanto, quanto mais calmos e satisfeitos os motoristas estiverem, mais motivados estarão para continuar na estrada. Por fim, ainda vale considerar as preocupações com a saúde dos integrantes da sua frota. É importante que todos sigam boas práticas de alimentação e descanso, justamente para evitar problemas futuros que os impossibilitem de trabalhar.

Como você pôde ver, existem vários fatores que contribuem para a felicidade e para a motivação dos profissionais na estrada, como a boa saúde, a rotina previsível, o reconhecimento no ambiente de trabalho, a mentalidade proativa e muito mais! Agora, aproveite para alavancar a segurança dos motoristas, conferindo o nosso post especial sobre o tema!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.