Scania entrega 11 unidades dos primeiros ônibus articulados piso baixo na cidade de São Paulo

2 minutos para ler
Powered by Rock Convert

A concessionária Codema de Guarulhos realizou uma entrega histórica para o cliente Express Transportes Urbano. Em busca de uma solução de transporte mais eficiente, seguro e rentável, a empresa adquiriu 11 unidades do chassi K 310 UA 6×2/2. Eles serão os primeiros ônibus articulados piso baixo da cidade de São Paulo. 

Visando oferecer mais acessibilidade e segurança, os novos ônibus articulados piso baixo também irão levar mais facilidade ao embarque e desembarque, principalmente para usuários com mobilidade reduzida, como cadeirantes e idosos. 

Os ônibus articulados possuem uma grande vantagem na operação, principalmente nos horários de pico, onde o fluxo de passageiros e a necessidade de viagens mais eficientes tornam-se necessárias. Com eles, o custo de operação fica mais atrativo.

“A nossa parceria com a Express é de longa data. Atualmente, a empresa já conta com 90 ônibus Scania operando em sua frota. Isso comprova que conseguimos oferecer a solução ideal para a operação do cliente. Entregar os primeiros ônibus articulados com a configuração piso baixo é uma honra para a Codema. É um trabalho de parceria com fábrica, pensando sempre no melhor resultado para o negócio do nosso cliente”, comenta Gustavo Manfrin, gerente Regional da Codema.

Os novos ônibus são perfeitamente adaptados às demandas não atendidas pelos modelos convencionais e trazem a modernização necessária para uma das maiores frotas do país. Alguns destaques do ônibus são o tamanho de 19,15 metros de comprimento, ar-condicionado e capacidade de até 160 passageiros em horário de pico. Isso equivale a 40 carros de passeio, com quatro ocupantes, rodando a menos na cidade.

“Temos um plano de ampliar essa parceria com a Express. Agora, com a chegada dessas novas unidades, nossa equipe está dedicada a acompanhar o cliente nessa jornada. A Scania está liderando a mudança do transporte e, com certeza, dentro das cidades, transportando pessoas, podemos contribuir ainda mais, principalmente com soluções mais sustentáveis e eficientes”, finaliza Manfrin.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.