Torque e potência: entenda as diferenças

6 minutos para ler

Entender sobre assuntos relacionados à mecânica de caminhões é importante para que o proprietário de uma frota possa ter noção de como intervir em um determinado problema, bem como evitar gastos desnecessários ao realizar manutenções preventivas e corretivas. Isso porque a falta de conhecimento pode fazer o proprietário efetuar trocas e reparações em componentes e sistemas que estão operando de forma adequada. 

Além disso, alguns assuntos dessa área são fundamentais para que você possa julgar o melhor modelo de veículo em uma possível compra. Um exemplo de tema relacionado é o torque e a potência. Embora esses dois parâmetros sejam de grande relevância na escolha de um caminhão, muitos indivíduos não sabem as diferenças entre esses dois pontos, o que prejudica a escolha do veículo, já que os dois fatores influenciam diretamente na performance e no desempenho em situações específicas.

Dessa forma, caso você também não esteja por dentro da diferença entre torque e potência, preparamos este artigo contendo as principais informações sobre o assunto. Continue a leitura e fique por dentro de tudo!

O que é torque?

É muito comum as pessoas confundirem os termos torque e potência, achando que os dois são iguais. Isso acontece porque, de certa forma, as duas expressões têm uma relação bem próxima, além de serem atribuídas à condição de força e trabalho do motor. Primeiramente, podemos começar falando mais sobre o que é o torque e qual a sua relação com o desempenho e a performance de um veículo.  

Assim como a potência, o torque é um conceito oriundo da física, sendo relacionado intrinsecamente ao movimento de rotação de um corpo ao ser aplicada uma força sobre ele. Um exemplo prático disso é a ação que se tem ao apertar a porca que prende a roda ao eixo de rotação do caminhão. A força que é produzida no parafuso para dar o aperto é o que chamamos de torque. Ou seja, esse aperto (torque) será cada vez maior se: 

  • o braço de alavanca (comprimento da chave) for maior;
  • a pessoa executar uma força maior na chave. 

Trazendo essa explicação para o contexto de motores a combustão interna, temos que o torque é produzido por meio da força de rotação gerada no virabrequim. Ou seja, a combustão provoca o movimento de descida dos pistões, fazendo com que o eixo virabrequim se movimente de forma rotacional. 

Como é possível mensurar o torque?

Como você pode ter notado na explicação anterior, o torque depende do comprimento do braço de alavanca e da força empregada no corpo para realizar o movimento. Dessa forma, é o resultado da multiplicação da força pela distância referente ao ponto de aplicação. Veja a fórmula matemática a seguir:

  • T = Torque;
  • F = Força;
  • L = distância ou comprimento.

Assim: T = F x L.

Vale comentar que a unidade de medida considerada no Sistema Internacional (SI) é o Newton-metro (Nm). No entanto, podemos encontrar também os valores de torque tendo a unidade de medida em quilograma-força-metro (ou kgfm). 

O que é potência?

Já a potência em termos da física é considerada a capacidade de trabalho realizada pelo corpo em um determinado tempo. Ou seja, quanto maior for o trabalho realizado em um menor tempo, maior será a potência atribuída àquele corpo. Vale pontuar que, diferentemente do torque, a potência é uma grandeza que não depende diretamente da força aplicada em um ponto. Sua relação se dá pela velocidade com a qual um corpo se movimenta ou é transformado em energia. 

Trazendo essa explicação para os motores a combustão interna, temos que a potência é a capacidade do motor de realizar um trabalho em um determinado tempo. Uma maior potência significa menos tempo. Ela pode ser encontrada como resultado da relação entre o torque e o valor de rotações (ciclos de giro do virabrequim). Logo, podemos afirmar que a potência condiciona a velocidade máxima do veículo. 

Como a potência pode ser mensurada?

No Sistema Internacional, a unidade de medida da potência é J/s (joule por segundo), que também pode ser utilizada como W (watt). No entanto, além dessas unidades, também é possível encontrar a potência sendo dada em HP (horse-power) e CV (cavalo-vapor), sendo essas as unidades que estão diretamente relacionadas com o watt (W). Confira:

  • 1 CV = 735 W;
  • 1HP = 746 W.

Vale comentar também que, embora a potência seja diferente do torque, podemos relacionar essas duas grandezas por meio de uma fórmula matemática:

P = T x N x 2 x π / 60, sendo:

  • P = Potência;
  • T = Torque;
  • N = Número de rotações do motor;
  • π = 3,14159.

Qual grandeza considerar ao comprar um caminhão?

Primeiramente, devemos pontuar que os valores de potência e torque não se mantêm constantes com o aumento das rotações do motor. Ou seja, teremos valores diferentes para as duas grandezas em cada faixa de rotação. Sendo assim, é possível encontrar veículos que têm o pico de torque em baixas rotações e potência progressiva, bem como veículos que atingem o pico de torque em valores mais altos de giro do motor, com potência progressiva.

No momento de escolher o veículo em uma compra, você deve, além de observar os valores absolutos dessas duas grandezas na ficha técnica, avaliar se o valor de torque se mantém em várias faixas de rotação do motor. Além do mais, quanto à potência, é preciso levar em conta a relação entre o valor em CV e o peso do veículo. Isso porque um determinado caminhão pode apresentar um alto valor de potência, mas ter um valor de peso elevado, o que compromete o desempenho geral do automóvel.

Portanto, essas foram as principais informações que atestam a diferença entre potência e torque de um veículo. Percebe-se que, embora essas duas grandezas tenham pontos em comum, também têm características distintas que influenciam diretamente na condição de performance de um caminhão. Por isso, é fundamental saber quais as diferenças entre elas e o que considerar em uma compra de veículo.

Gostou do artigo? Então confira nosso post sobre 7 hábitos que prejudicam a saúde do caminhoneiro e como evitá-los!

Aproveite também para seguir nossas páginas no Facebook: CaveseCodema e Suvesa

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.