Como movimentar os negócios e realizar o transporte de cargas na quarentena?

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Afinal de contas, como continuar operando durante o isolamento social? Essa é uma dúvida comum a muitos dos nossos leitores, que, no comando das próprias frotas, encaram com preocupação os desafios dessa pandemia. Por isso, criamos este post especial sobre o transporte de cargas na quarentena!

O objetivo é demonstrar como é possível movimentar os negócios mesmo sem sair de casa, que, provavelmente, é o seu novo escritório. Assim, você poderá melhorar sua gestão, adotando estratégias inteligentes para atrair novos serviços e continuar faturando. Agora, não perca tempo e acompanhe!

O peso da pandemia sobre o setor de transportes

A pandemia apresentou ao Brasil uma crise totalmente inédita na história moderna. Diferentemente do crash de 2008, a situação de 2020 é muito mais complexa, em termos de mercado, produção, economia e saúde pública.

Além disso, a prática mais eficaz no combate ao contágio é também a mais impactante para a saúde econômica do país: o isolamento social. Um detalhe que reflete a complexidade da crise é que ela afetou até mesmo o setor de transportes, considerado um dos mais importantes e estáveis no país.

A diminuição dos serviços

Essa noção é confirmada por um levantamento recente da FreteBras, a maior plataforma online de consulta e publicação de fretes no país, que conta com o cadastro de mais de 370 mil caminhoneiros no Brasil.

Segundo pesquisa publicada em abril, considerando a primeira semana desse mês, a demanda por fretes caiu 25% em comparação com o mesmo período em março. Inclusive, vale notar que essa janela abril-março é importante para a análise, pois marca o início da ascensão dos casos e das medidas de isolamento por todo o país.

A justificativa

No comando da sua frota, é bem possível que você tenha percebido essa diminuição na quantidade de serviços. É nesse sentido que muitos gestores buscam entender o motivo dessa queda, pois o setor de transportes continua sendo indispensável, ainda mais durante a pandemia.

O grande ponto é que o combate ao coronavírus desencadeou uma crise generalizada, enfraquecendo o motor central de qualquer economia: o consumo. Primeiro, iniciaram-se as medidas de isolamento social, fundamentais para a contenção dos casos.

No entanto, enquanto essa restrição controlava o contágio e esvaziava os leitos, o comércio começou a sofrer dificuldades para a venda de seus produtos e serviços. Com o prolongamento da situação, muitas empresas, sobretudo nos setores de comércio e serviços, iniciaram uma primeira rodada de demissões.

Com menos pessoas empregadas e menos renda circulando no mercado, os consumidores adotaram um comportamento mais defensivo e econômico, evitando gastos e, novamente, diminuindo o consumo. Foi a partir desse ponto que o setor produtivo decidiu colocar suas estratégias de sobrevivência em prática.

O impacto

Com um mercado completamente desaquecido e sem demanda, as indústrias reduziram seus níveis de produção e desencadearam uma nova rodada de demissões, protegendo a sustentabilidade do negócio diante da nova realidade.

Após essas etapas, o impacto chegou aos transportadores, que perceberam a diminuição na oferta de serviços. Afinal de contas, a demanda por transporte está diretamente relacionada à produtividade nacional, e se a produção diminui, os serviços também diminuem.

As melhores dicas para movimentar o transporte de cargas na quarentena

Agora que você conhece o peso da pandemia sobre os seus negócios, chega o momento de conferir algumas dicas para facilitar a sua rotina de trabalho. Em comum, todas elas garantem o funcionamento remoto da sua operação. Veja!

Aumente sua presença digital

Não importa se a maioria dos seus serviços surge de uma rede de contatos prévia ou de plataformas online, como a FreteBras. É durante a crise que você deve revisar as suas estratégias e adotar novas abordagens para aumentar a sua exposição, ganhar visibilidade e pescar mais serviços.

Para isso, é interessante ampliar a sua presença digital, criando páginas da sua transportadora nas redes sociais e produzindo conteúdos para alimentar essas páginas. O objetivo dessa estratégia é gerar autoridade e credibilidade em torno da sua marca, além de atrair futuros contratantes.

Utilize apps no seu cotidiano

Em nossa opinião, a tecnologia será a principal ferramenta na superação da crise. Basta ver como todos os negócios, operações e empresas estão se adaptando aos canais digitais, home office e afins. O mesmo vale para o controle da sua frota, que pode ser simplificado com uma solução da Scania.

A nossa recomendação é para que você baixe o Scania Fleet, disponível tanto para Android como para iOS . Esse app aprimora a interação com os veículos Scania, diagnosticando o seu perfil de condução e demonstrando pontos de melhoria para tornar a sua operação mais sustentável e econômica. Fale com a gente para saber como ter acesso a todas funcionalidades da ferramenta e do nosso serviço de conectividade e gestão de frotas.

Melhore a comunicação com o cliente

Independentemente de ser você que realiza os contatos ou os funcionários da sua equipe, é fundamental renovar a sua comunicação com o cliente. Em um primeiro momento, você deve frisar a importância da contratação dos seus serviços, embutindo nesses contatos por que vocês são a melhor transportadora na crise.

Além disso, quanto menor a quantidade de serviços no mercado, maior a competitividade entre transportadoras. É nesse sentido que a comunicação deve ser bem elaborada, garantindo a fidelização dos seus contratos recorrentes e evitando a escassez de novos trabalhos.

Revise custos

Como você bem sabe, a boa gestão de fretes depende de um bom planejamento financeiro, tanto antes como durante uma crise. Por isso, você deve aproveitar o momento para entender quais são as suas alternativas para garantir a sustentabilidade econômica da sua frota no longo prazo.

O primeiro passo para alcançar esse objetivo é revisar os seus custos operacionais, buscando possíveis pontos de economia, como no consumo de combustível, no pagamento antecipado de impostos, na renegociação de dívidas etc.

Entre as soluções financeiras, você pode considerar algumas alternativas, como o Crédito do BNDES, que pode ser utilizado para a manutenção da sua frota, ou até mesmo a nova resolução do BACEN, que autoriza o saque das cotas de consórcio em dinheiro até o final de 2020.

Como se pôde ver, não faltam opções para que você continue operando na crise, movimentando o seu transporte de cargas na quarentena. Agora, diga-nos: você se lembrou de alguma dica que merece a nossa atenção e a dos colegas leitores? Então, aproveite e deixe o seu comentário abaixo

suvesa mercado shopsPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.